• Preto Ícone Instagram

Todos os direitos reservados | © 2019 Aquele Blog de Viagens

TOUR PELA MOOCA

30 Mar 2017

 Continuando nosso tour por São Paulo, passamos um domingo na Mooca! Descubra aqui o que fazer e onde encontrar algumas delícias nesse bairro que é a cara da cidade! E não esqueça de pedir um chopps e dois pastel, bello! 

 

Tome um café na Di Cunto

 

A Mooca tem intensa ocupação de descendentes de italianos. A mais tradicional confeitaria/rotisserie do bairro, e talvez de São Paulo, pertence a família Di Cunto e mantém suas tradições desde 1896. Todos os produtos são artesanais, seguindo as receitas da família. Frequento a Di Cunto desde criança e até hoje nunca experimentei nada que fosse ruim ou mediano, tudo é uma delícia. Lá você vai encontrar pães e massas artesanais, salgados, tortas, doces e especialidades italianas. Além da rotisserie e da confeitaria, reserve um dia para almoçar no restaurante, que serve massas frescas e outros pratos tradicionais da cozinha italiana. Mais informações, aqui.   

 

Assista um jogo do Juventus na Javari

   

 

O tradicional Clube Atlético Juventus foi fundado em 1924 por funcionários do Cotonifício Rodolfo Crespi. O nome do clube foi uma homenagem à Juventus, porém utilizando a cor da camisa da Fiorentina. O Estádio Conde Rodolfo Crespi, mais conhecido como o estádio da Javari, foi inaugurado em 1926 e foi onde Pelé afirma ter marcado o gol mais bonito de sua carreira.

 

 

O clube é muito querido no bairro e, em dia de jogo, é praticamente impossível não ver os mooquenses pelas ruas usando a camisa grená. O Estádio é simples, com arquibancadas de concreto, grades pertinho do gramado e placar de madeira. Mas isso só adiciona a atmosfera, que é meio inexplicável. A emoção dos torcedores do Moleque Travesso é palpável. Famílias inteiras se unem com jovens, crianças e nonnos curtindo uma experiência que talvez não exista mais em estádio nenhum do Brasil, a não ser na Javari. O Juventus provavelmente não é o primeiro time da maioria dos que estão ali, mas é o time do coração.

 

Não esqueça de pegar uns cannolis antes do jogo na barraca do Seu Antônio, sem eles a experiência não é completa! Chegue um pouco mais cedo por que a fila fica grande! Confira aqui os próximos jogos da Juve!

Almoçe no Moocaires

 

O Moocaires é comandado pelo argentino Cristian e sua família e oferece uma das melhores empanadas que você vai achar em São Paulo, além de outros pratos da culinária argentina. Todo o bar é decorado com personalidades que remetem a nossos hermanos, fazendo que a experiência seja não só gastrônomica, mas cultural. 

 

Nossos sabores favoritos são a Carne Picante e a Tucumana. Experimente também o Lomito Especial (sanduíche de filé mignon e pão caseiro) ou a Tortilla de Papas. Definitivamente não saia de lá sem pedir o alfajor (e compre outros vários para levar pra casa!). Mais informações, aqui.

Visite o Museu da Imigração

 

A imigração para São Paulo começou no final do século XIX, quando surgiu a necessidade de sustentar as muitas plantações de café que começaram a se desenvolver na região. O Museu, antes Hospedaria,  viu passar mais de três milhões de imigrantes por suas portas. Os últimos imigrantes (não turistas) chegaram em 1978 e, em seguida, a Hospedaria encerrou suas atividade e foi transformada no museu que é hoje.

 

É possível visitar o hall de entrada, escritório, hospital, refeitório e dormitórios em que os imigrantes residiam, e por eles é possível ter um excelente imagem de como eram os primeiros dias de quem chegava e tinha que se acostumar a uma cultura totalmente diferente e nova. O Museu valoriza muita a preservação da memória desses imigrantes que ajudaram a construir São Paulo e não deixa nada a desejar quando comparado a Museus internacionais. O acervo é fantástico e você ainda pode fazer uma pesquisa sobre a sua família (caso seja descendente de imigrantes) em computadores que ficam disponíveis no primeiro andar do Museu. Funciona de terça a sábado (9h as 17h) e domingo (10h as 17h). A entrada é R$10,00 e os sábados a entrada é gratuita. Mais informações, aqui.

Passeie pelo Parque Sabesp Mooca

 

O espaço foi inaugurado em 2014 e já se tornou o favorito de muitos moradores para a caminhada diária, passeios com as crianças ou simplesmente ficar perto da natureza. O Parque (Fiori Gigliotti) de 21 mil m² é administrado pela Sabesp e muito bem conservado. Por lá é possível ver diversos cartazes informando a população como economizar água, destacando a consciência ambiental. Conta ainda com playground, equipamentos de ginástica e gramado. Alguma empresas incentivam a comunidade ao exercício físico promovendo atividades monitoradas no parque gratuitamente. Mais informações, aqui.

Aproveite um Happy Hour no Cateto

 

 

A primeira vez que fomos no Cateto foi amor a primeira vista! <3 Tudo lá é gostoso, o atendimento é excelente e a ambientação, rústica e acolhedora, só fazem com que a gente não queira mais sair dali. Em uma primeira visita peça a Tábua Mooca, que conta com 3 tipos de queijo, Jamon Serrano, Pancetta Defumada e Lombo Curado e acompanha compota de abobrinha, mel, confit de tomates e cesta de pães.

 

A casa tem uma extensa seleção de cervejas artesanais, mas pergunte qual a recomendação do dia (são sempre duas opções de chopp) quando for para ser surpreendido com sabores como o de Camomila, por exemplo. De sobremesa é possível pedir cannoli (mas já havíamos comido vários do Seu Antonio na Javari) ou o cesto de biscoito com compota de morango, amora e creme de queijo boursin (leite de cabra).

A Mooca tem tudo isso e muito mais! Deixe aí nos comentários seu lugar favorito do bairro!

Compartilhar
Compartilhar